Bilili de Angelis (PSDB) / 2017-2020

Nome completo: José Antonio de Angelis
Partido: PSDB
Status: Em seu segundo terceiro mandato consecutivo na Câmara. Já havia sido vereador entre 1993 a 1996. Na eleição de 2016, recebeu 2.557 votos.
Cargo na mesa diretora: Foi eleito 2º vice-presidente para o biênio 2019/2020, mas renunciou em fevereiro de 2019
Participação em Comissões Permanentes: Obras, Serviços Públicos, Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente; Saúde, Trabalho, Seguridade Social e Servidor Público
Data de nascimento: 09/04/1956
Grau de instrução: Fundamental completo
Profissão: Empresário
E-mail: vrbilili@camarataubate.sp.gov.br
Telefone do gabinete: 3625-9503 / 3625-9539 / 3625-9582
Aliança na eleição para prefeito/2016: partido apoiou Ortiz Junior (PSDB), mas ele não fez campanha para o tucano.
Mandato anterior:
clique aqui para saber como ele votou entre 2013 e 2016.


2017
– Votou em ORESTES VANONE na eleição para a presidência da Câmara, mandato 2017-2018.
– Votou A FAVOR do projeto que alterou as regras do aporte bilionário para socorrer o IPMT.
– Votou A FAVOR do projeto que autorizou o município a abrir uma concorrência para contratar uma empresa para os serviços de água e esgoto.
– Esteve AUSENTE na votação do projeto que proibiu o tráfego de veículos de tração animal na zona urbana e nas áreas de expansão urbana.
– Votou A FAVOR do projeto para doação de uma área de 20 mil m² no distrito industrial do Piracangaguá 2 à empresa Valle Sul.
– Estava DE LICENÇA MÉDICA na votação do projeto que autoriza o município a usar recursos oriundos do ICMS para pagar dívidas com a Sabesp.
– Votou pela APROVAÇÃO das contas de 2013 de Ortiz Junior.
– Votou pela APROVAÇÃO das contas de 2014 de Ortiz Junior.
– Esteve AUSENTE na votação do projeto para reajustar em 8% o salário dos servidores da prefeitura, entre eles o prefeito Ortiz Junior e os secretários municipais.
– Votou A FAVOR do projeto para reajustar em 4,08% o salário dos próprios vereadores.
– Votou A FAVOR do projeto para conceder anistia de multas e juros para devedores da prefeitura.
– Votou A FAVOR do projeto para permitir terceirizações na Saúde e na Educação por meio de Organizações Sociais.
– Votou A FAVOR do projeto de revisão do Plano Diretor.
– Votou A FAVOR do projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2018.
– Votou A FAVOR do projeto com erro de redação que acabou por deixar 237 ruas, avenidas e praças de Taubaté sem nome.
– Estava de LICENÇA MÉDICA na votação do projeto que proíbe novos ambulantes em Taubaté.
– Estava de LICENÇA MÉDICA na votação do projeto com erro de redação que previa proibir produção e comércio de foie gras em Taubaté, mas que citava São Paulo no texto.
– Estava de LICENÇA MÉDICA na votação do projeto do PPA 2018-2021.


2018
– Votou A FAVOR da manobra de Ortiz para recriar cargos declarados inconstitucionais pelo Tribunal de Justiça.
– Se declarou publicamente A FAVOR da divulgação dos relatórios de viagens oficiais no Portal da Transparência da Câmara.
– Votou A FAVOR do projeto que libera a realização de feiras agropecuárias e leilões de gado em Taubaté.
NÃO PARTICIPOU da manobra para tirar da oposição o comando da CPI do Transporte.
– Votou A FAVOR do projeto que obrigaria prefeitura a divulgar em seu site o cronograma mensal de atividades, obras e serviços das secretarias municipais.
– Esteve AUSENTE na votação do relatório final da CPI da Labclim, que isentou governo Ortiz e culpou empresa por problemas.
NÃO ASSINOU o requerimento de abertura da CPI para apurar o ‘aumento’ de enchentes em Taubaté.
– Votou A FAVOR do projeto que alterou a lei das OS’s, para ampliar o número de entidades interessadas em atuar no Hospital Universitário.
– Votou A FAVOR da concessão da Comenda Jacques Félix ao ex-prefeito José Bernardo Ortiz (PSDB).
– Votou CONTRA o projeto que reduziria em 75% concessão de títulos de cidadania taubateana.
– Votou A FAVOR da nomeação de Nara Fortes como nova reitora da Unitau.
– Votou A FAVOR do projeto da LDO de 2019, que havia recebido parecer contrário da Comissão de Finanças da Câmara.
– Devido a sua candidatura a deputado, estava LICENCIADO da Câmara na votação do projeto que retirou de parte dos idosos de 60 a 64 anos a gratuidade no transporte público.
– Votou em BOANERGE DOS SANTOS na eleição para a presidência da Câmara, mandato 2019-2020.
– Votou A FAVOR do projeto da LOA (Lei Orçamentária Anual) de 2019.


2019
– Votou CONTRA o projeto para proibir a utilização de canudos plásticos em Taubaté.
ASSINOU o requerimento de abertura da CPI para apurar a ‘água suja’ da Sabesp.
NÃO ASSINOU o requerimento de abertura da CPI para investigar o atraso no pagamento de salário dos médicos terceirizados.
– Votou A FAVOR do relatório final da CPI da Unitau.
– Votou A FAVOR do projeto que autoriza o uso de armas de fogo pela guarda municipal.


Bens declarados na eleição de 2012
Casa – Imóvel com área total 204.065,23m² – R$373.900,00
Quotas de capital – Participação em 99% no capital da firma Cometa – R$21.780,00
TOTAL: R$395.680,00

Bens declarados na eleição de 2016
Terrenos arrematados no Jardim Maracaibo, em Tremembé  – R$235.000,00
Veículo Tucson, Ano 2009 – R$40.780,00
TOTAL: R$275.780,00


PROCESSOS POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA
Processo 1015241-38.2018.8.26.0625
Foi denunciado pelo Ministério Público por, supostamente, ter articulado um esquema para ‘fura filar’ de exames e consultas na rede pública de saúde, com a participação de assessoras e funcionárias da Secretaria de Saúde do Estado e do Hospital Regional.


FARRA DAS VIAGENS

O vereador é um dos 14 parlamentares envolvidos no escândalo da Farra das Viagens, revelado pela Gazeta em julho de 2018. Para conferir as reportagens feitas a respeito do caso, clique aqui. Para ver as notas fiscais irregulares apresentas pelo vereador, clique aqui.

Segundo levantamento da reportagem, Bilili de Angelis apresentou ao menos 11 notas com irregularidade, somando R$ 1.318,07.